Por Fora
das Pistas

Acontece

18 de dezembro de 2015

Confederação Brasileira de Hipismo comunica os Critérios para os Jogos Olímpicos 2016 – Salto

SISTEMA DE OBSERVAÇÃO E FORMAÇÃO DA EQUIPE BRASILEIRA PARA A DISPUTA DOS JOGOS OLIMPICOS DO RIO DE JANEIRO 2016
Critérios para Observação e Formação da Equipe do Brasil para participar dos Jogos OLIMPICOS de 2016, que serão realizados no Rio de Janeiro – BRASIL

Todos os interessados em participar da observação para composição da Equipe Brasileira deverão preencher formulário específico, em que informarão tal desejo e se comprometerão a respeitar as necessidades determinadas para tal participação, em cada uma de suas especificações.

A formação da Equipe do Brasil será de inteira responsabilidade e escolha da CBH, que se utilizará das seguintes possibilidades para observação:

1- OBSERVATÓRIAS NO BRASIL:
Todos os que preencherem o Formulário de Participação indicando seu desejo de participar do processo de seleção no Brasil, deverão ter participado do Campeonato Brasileiro/Circuito Sênior TOP HYUNDAI, em 2015 em pelo menos uma de suas Etapas.

2- OBSERVATÓRIAS NO EXTERIOR:
A CBH estará definindo por avaliação do potencial de performance até 03 (três) conjuntos, que após concordância realizada por escrito, deverão enviar os animais para os Estados Unidos, no início de fevereiro de 2016, onde participarão do concurso de Wellington, e depois disso após avaliação técnica da comissão poderão seguir para a segunda fase de observação, que acontecerá na Europa. A comissão avaliará os resultados obtidos nos Grande Prêmios.

A partir daí, deverão seguir uma linha de participação em Eventos CSI e/ou CSIO de 3, 4 ou 5 estrelas, para observação pela CBH.

3- OBSERVATÓRIAS LIVRES:
Todos os Cavaleiros e Amazonas que desejarem ser observados e não se encaixarem nos dois Itens acima, poderão preencher o Formulário de Participação e enviar seu (s) animal (ais) para a Europa no inicio do mês de Abril de 2016, utilizando ou não a rota via Estados Unidos, lembrando que devem estar atentos para a regulamentação de liberação dos animais pelo Fator MORMO, devendo seguir uma linha de participação em Eventos CSI e/ou CSIO de 3, 4 ou 5 estrelas, com convites por sua conta, e confirmação de participação e inscrição realizada pela CBH.

4- CAVALEIROS/AMAZONAS RESIDENTES FORA DO BRASIL
Todos os Cavaleiros e Amazonas residentes fora do Brasil, que desejarem ser observados deverão preencher o Formulário de Participação e deverão estar com seu (s) animal (ais) na Europa no inicio do mês de Abril de 2016, devendo seguir uma linha de participação em Eventos CSI e/ou CSIO de 3, 4 ou 5 estrelas, com convites por sua conta, e confirmação de participação e inscrição realizada pela CBH.

5- DISPOSIÇÕES GERAIS:
Poderão ser coletadas amostras para exame antidopagem de cavalo e concorrente a qualquer momento do processo observatório.

Os animais participantes do processo poderão ser, a qualquer momento, submetidos a exame termográfico, conforme protocolo emitido pelo departamento veterinário da CBH e vigente a partir de 01 de janeiro de 2011.

Animais que apresentarem teste de antidopagem de resultado positivo estarão automaticamente descartados do processo de observação.

Os animais participantes do processo poderão a qualquer momento ser submetidos a exames ou avaliação física solicitados pelo veterinário da CBH.

Os casos omissos dessa regulamentação serão resolvidos pela Comissão Responsável pelas observatórias, a saber:

Presidente da CBH

Diretor Técnico da CBH

Diretor de Salto da CBH

  • Compartilhe
  • <