Por Fora
das Pistas

Notícias

4 de novembro de 2018

Comunicado CBH – Adestramento CBA e Taça Brasil

Vimos por meio desta, comunicar algumas alterações com relação CBA e Taça Brasil de 2018 a ser realizado na Sociedade Hípica Paulista de 9 a 11 de Novembro de 2018.

O Campeonato ocorrerá em 2 (dois) dias em todas as categorias, ficando assim alterado o que diz no regulamento referente as provas em três dias de algumas categorias.

Para disputa em equipe cada federação deverá declarar / indicar três cavaleiros durante a reunião técnica de chefe de equipe. As equipes serão mistas. Ou seja, podem ser compostas por cavaleiros de diferentes categorias.
Conforme item 9 (nove) do capítulo V do regulamento de adestramento Um mesmo cavaleiro não poderá disputar dois Campeonatos de categorias distintas em um mesmo ano. No entanto poderá disputar além de sua categoria, uma das séries das categorias Sênior, Amador ou Profissional.

Isso quer dizer que um mesmo cavaleiro pode disputar, por exemplo, o CBA de Amador top e media I amador, ou Sênior e Elementar Profissional. Porém, não pode disputar por exemplo Pônei escola e Pônei Mirim, ou Sênior e Sênior top.

Os cavaleiros que quiserem pontuar para o Ranking da CBH devem fazer seu cadastro e pagar o registro CBH através do Portal de Serviços no site www.cbh.org.br

Para as categorias Pônei escola / Iniciante e elementar amador é permitido o uso da embocadura “pelham”.

Todos os amadores devem enviar o termo de amador assinado junto com sua inscrição.

O uso do chicote não é permitido no CBA e na Taça Brasil durante a prova.

Haverá uma inspeção veterinária na manhã que antecede a prova de pôneis, para os pôneis que chegarão no dia da prova.

Uma vez que a equipe que vai para Buenos Aires representar o Brasil já foi definida, os juízes nacionais poderão julgar a série forte II , alterando o programa que diz que apenas os juízes internacionais julgariam essa prova.

Aproveitamos para lembrar os concorrentes alguns pontos do regulamento:

Não são permitidos enfeites nos cavalos como decoração com flores, fitas, fitas do bom fim etc, entretanto os cavalos podem ser trançados. (essa regra é válida para inspeção veterinária e para a competição).

Idade mínima de cavalos ou Pônei montados por MMR ou MR é de 6 anos.

Para sagrar-se Campeão das séries Pônei/Iniciante/Mini mirim /Mirim/Junior/Young Rider/ Amador Top/e \ Amadores de todas as séries o percentual mínimo é de 61% e para sagrar-se vice-campeão 60%.

Nas séries Sênior / Sênior Top /Intermediaria (médium tour) e CN 4,5,6 e 7 anos o percentual mínimo para sagrar-se campeão é de 65% e vice campeão 64%.

Um mesmo cavalo pode ser apresentado 2 (duas) vezes no mesmo dia com cavaleiros distintos desde que uma das provas seja Iniciante ou Elementar.

Na série iniciante e elementar um mesmo cavalo pode ser apresentado por dois cavaleiros distintos.

Pônei Escola poderá competir até 3 (três) vezes com cavaleiros diferentes.

Para Pônei / elementar Amador e Iniciante o uso da espora é facultativo.

Todos os amadores e todos os menores de 21 anos , bem como qualquer pessoa apresentando cavalos novos na inspeção veterinária devem fazê-lo de capacete.

É obrigatório o uso de capacete para competição.

É proibido o uso de rédeas auxiliares como martingal, peitoral, nasal strips, etc.

Toucas de orelha são autorizadas. Abafadores de ruído não.

Rádios e fones de ouvido são permitidos para a pista de aquecimento apenas.

Instrutores devem passar suas instruções aos alunos do lado de fora da pista de aquecimento.

Ajustes de material devem ser feitos fora da pista de aquecimento.

Nenhum cavalo pode ser montado por outra pessoa que não seja o concorrente após as 18 h do dia que antecede a primeira prova.

Exceção feita para Pônei /Iniciante/Elementar/Amador/MMR/MR onde os cavalos podem ser montados até 2 horas antes da prova, desde que o trabalho seja acompanhado por um steward oficial do concurso.

Atenciosamente,
Diretoria de Adestramento CBH.

  • Compartilhe
  • <

Os comentários estão desativados.