Por Fora
das Pistas

Notícias

Égua abandonada é resgatada e recebe atendimento médico em Hospital Veterinário (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

2 de julho de 2017

Com dores e sem poder andar, égua abandonada é resgatada e recebe tratamento

Uma égua foi resgatada, na tarde desta sexta-feira (30), após passar cerca de 20 dias com dores e sem conseguir andar em um terreno no Jardim Maria Inês, em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. Moradores da região, preocupados com o animal, se mobilizaram para conseguir ajuda e conseguiram levá-lo ao Hospital Veterinário da Universidade Federal de Goiás (UFG), onde recebe tratamento e cuidados.

A advogada Géssyca Lima dos Santos relata que, viu a situação da égua e se sensibilizou. Ela lembra que procurou vários órgãos para fazer o transporte do animal, mas só conseguiu ajuda após publicar o caso nas redes sociais. Pouco tempo após a postagem, ela conta que muitas pessoas se mostraram disponíveis e a cavalaria da Polícia Militar se dispôs a fazer o transporte do animal.

“Muitas pessoas entraram em contato e até agora nossos celulares estão tocando. É muita gente, ainda bem. A gente pensa que não tem ninguém para ajudar, mas tem sim”, disse em entrevista à TV Anhanguera.

Géssyca disse ainda que estava preocupada com o animal, que estava há dias sem conseguir se levantar do terreno. Após todo o esforço para conseguir ajuda, a advogada conta que ficou aliviada de ver a égua recebendo os cuidados adequados.

“Quando eu recebi a primeira foto [da égua] já foi um choque e comecei a chorar porque é difícil ver um animal nessa situação. Ele não sabe se defender, não se expressa. Quando a vi ficando em pé foi uma emoção muito grande, maravilhoso isso”, afirmou.

A advogada conta que ela e algumas amigas estão como responsáveis pelo animal, mas ele está disponível para adoção responsável. “O ex-dono fez uma doação dela, então ela é nossa agora, mas estamos procurando um dono para ela que tenha um espaço adequado para ela viver”, contou.

Resgate

O sargento da PM Hélio Jairo Almeida Frazão contou, em entrevista à TV Anhanguera, que se assustou ao ver o animal ainda em más condições. A equipe precisou de toda ajuda possível para resgatá-lo.

“Para nós, que lidamos com cavalo diariamente, que é a nossa vida, que é a Cavalaria, ver um cavalo nessa situação é muito triste. Foi difícil fazer a égua levantar porque está muito debilitada. Teve que juntar todo mundo para levantar ela”, afirmou.

Saúde

A professora e médica veterinária Luciana Brandstetter afirmou que a égua chegou ao Hospital Veterinário com algumas feridas pelo corpo por ter ficado muitos dias deitada, sem conseguir se mexer, e com suspeita de doença dos cascos.

“Ela chegou já hidratada porque já cuidaram dela para que ela conseguisse levantar, mas ainda estava com muito apetite. Suspeitamos que ela esteja com uma doença nos cascos, já fizemos alguns exames, mas precisamos fazer novos procedimentos para confirmar o diagnóstico”, contou ao G1.

Já no Hospital, o animal está recebendo tratamento adequado e os cuidados necessários. “Ela está sendo medicada com antibiótico, soro, antiinflamatório e estamos cuidando das feridas”, completou.

Fonte: G1

  • Compartilhe
  • <

Os comentários estão desativados.