Por Fora
das Pistas

Acontece

30 de agosto de 2017

CCI Dragões da Independência: Internacional e Nacional de Concursos Completo fecha com sucesso no Distrito Federal

O Concurso Completo Internacional Dragões da Independência reuniu mais de 110 conjuntos entre 25 e 27 de agosto, no 1º Regimento de Cavalaria de Guardas, em Brasília (DF). Uma competição importante para o fomento da modalidade no país e que reuniu cavaleiros de diferentes idades, desde atletas da base até cavaleiros olímpicos como Coronel Jeferson Sgnaolin, Serguei Forfanoff, Sidnei de Souza e Almir Vieira.

O CCI Dragões da Independência também contou com a participação de militares do Exército Brasileiro, da Polícia Militar do Estado de São Paulo e da Polícia Militar do Distrito Federal. As provas de Adestramento abriram o CCI na sexta-feira (25), em seguida foram realizadas as provas de Cross Country e Salto, no sábado (26) e domingo (27).

“A organização, a parte técnica, foi tudo perfeito. Temos que fomentar o esporte em outras regiões do país, fora do eixo Rio-São Paulo, e eu fico muito feliz de ver a quantidade de competidores participando desse CCI”, afirmou Ronaldo Bittencourt, presidente da Confederação Brasileira de Hipismo (CBH).O presidente da Federação Hípica de Brasília (FHBr), Jorge Dornelles Passamani, destacou que a realização do CCI foi uma das metas dessa gestão.

“Fico feliz em, no último ano da nossa gestão, ter contribuído para o retorno do Concurso Completo de Equitação a Brasília, com o apoio da FHBr”, afirmou. Dessa forma, sob a presidência do Coronel Dornelles, a FHBr cumpre todas as metas estabelecidas em sua gestão, fomentando o Enduro, Salto, Adestramento e o Concurso Completo.

O comandante do 1º RCG, Coronel Alexandre Pfaender, agradeceu a equipe pela dedicação na organização do CCI, destacando o trabalho do júri que teve, entre seus componentes, a uruguaia Gimena Fernandez. “Sem essa equipe não seria possível desenvolver as atividades ao longo dos últimos quatro dias para que tudo alcançasse as normas internacionais, para que pudéssemos participar de um concurso de nível técnico exigido pela Federação Equestre Internacional”, afirmou Pfaender.“Para o esporte sobreviver ele precisa ser renovado, esse objetivo nós cumprimos com a realização dessa prova”, afirmou o subcomandante do 1º RCG, Tenente Coronel Moura de Almeida.

Forte participação

Campeão da categoria 0,90m com o cavalo Fandango da Vista, o Coronel Jeferson Sgnaolin considera que a competição veio em um momento importante.“Fiquei satisfeito de ver, além de jovens cavaleiros, uma quantidade muito grande de novos cavalos. Precisamos disso, de cavalos novos e de qualidade e de cavaleiros novos, com projetos olímpicos, tem que começar pensando lá na frente. O sucesso desse evento já permite projetar uma nova prova para o ano que vem”, afirmou Sgnaolin.

“O nível do percurso e  obstáculos estava muito bom, mesmo com reflexos da seca de Brasília o piso estava em boas condições”, afirmou o cavaleiro Ricky Candi, que veio de São Paulo participar da competição.

O cavaleiro Almir Vieira, representando o Centro Hípico do Parque, venceu a série Nível I com o cavalo Gesualdo.  “Quero parabenizar a organização pois trouxeram uma novidade que é fomentar o CCE com as provas de 0,70m e 0,90m, com muitos competidores. Já estamos pedindo que essa prova seja colocada no calendário de 2018”, afirmou.

“Para nós essa prova é um grande marco, pelo tempo que a gente não tinha representante nessas provas internacionais e por já estar com cavalos em condições de subir para categorias mais altas“, destacou Tenente Silva Gouvêia, da PMESP.

Ademir de Oliveira, técnico da equipe de base do Brasil no CCE, trouxe para a competição em Brasília oito cavaleiros com idade entre 14 e 18 anos. “Uma prova de nível muito bom e, para esses meninos, viver o esporte de perto durante quatro dias é espetacular. A ideia é aumentar o interesse da meninada da base, para cada vez ter mais competidores e, naturalmente, elevar o nível da seleção”, afirma.

Um desses atletas é Leonardo Petsch, de 14 anos, integrante da equipe de base do Brasil no CCE. “Gosto do CCE porque dá muita emoção. Essa experiência é muito boa para mim e para o meu cavalo, sair do nosso estado ir para um lugar diferente é uma grande experiência para nós dois”.

“Temos que manter a qualidade do CCE aqui no Brasil, ter um nível cada vez maior para os jovens se espelharem já que nosso foco é a base, essa garotada que pode, no futuro, fazer parte da equipe do Brasil”, finalizou Ronaldo Bittencourt, presidente da CBH, que afirmou já estar estudando a inclusão da competição no calendário do ano que vem.

Série Nível I

1º lugar: Almir Lustosa Vieira / Gesualdo (CHP)
2º lugar: Serguei Fofanoff / Magnata (CHG)
3º lugar: Ten Paulo Pedroso / Legenda do Rincão (EsEqEx)

Série Nível I Cavalos Novos

1º lugar: Maj Fabrício Caldas Albuquerque / Lady-Larino Des Champs JF (CIG)
2º lugar: TC Da Rosa / Shalon do Rincão (2º RCG)

Série Nível I Jovens Cavaleiros

1º lugar: Murilo Botardo Stabeli / Salamandra Miss Rex
2º lugar: Carolina Pratas / Land Bell CHP (ABHIR)

Série 0,90m

1º lugar: Cel R/1 Jeferson Sgnaolin / Fandango da Vista (13º RCMEc)
2º lugar: Maj Fabrício Caldas Albuquerque / Sedutora do Rincão (CIG)
3º lugar: Maj Rodrigo Bragança / Golden da Vista (13º RCMEc)

Série 0,90m Jovens Cavaleiros

1º lugar: Lucca Martins Preira Lima / Forever (CHG)
2º lugar: Bruno Uliana Pogi / Indusparquet Shakira (Hípica Vidotto)
3º Lugar: Leonardo Petsch / Black Star (CEF)

Série 0,90 m Cavalos Novos

1º lugar: Sgt Anderson / Templário do Rincão (1ºRCG)
2º lugar: Ten Rodrigues / Turque do Rincão (1º RCG)
3º lugar: Cap Rego Barros / Tim Tim (1º RCG)

Série 0,70m Aberta

1º lugar: Cap Bernardes / Tipica do Rincão (1º RCG)

Série 0,70m Jovens Cavaleiros

1º lugar: Sd Bardelli / IZ Xampu (PMESP)
2º lugar: Ten João Vitor / Mito do Rincão (1º RCG)
3º lugar: Antônio Carlos Mesquita Filho / Adnan da Figueira (CEF)

Fonte: FHBR – Lisiane Cardoso ; fotos: Tim Maia

  • Compartilhe
  • <

Os comentários estão desativados.