Por Fora
das Pistas

Notícias

Stephan com Landpeter do Feroleto na Rio 2016; img: COB / Wagner Roberto

6 de novembro de 2016

CBH incentiva o esporte no Brasil com competição para cavalos novos

A Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) tem como um dos seus pilares o fomento do esporte equestre no país. Entre diversas ações que foram realizadas visando a melhor qualidade das competições, o Ranking Brasileiro de Cavalos Novos é um exemplo de sucesso.

No último ano, o valor de mercado desses animais teve um crescimento de 60%. No 26º Leilão Agromen realizado em outubro, o faturamento total de vendas foi de R$2.936.000, com uma média de R$79.351 por cavalo. Em 2015 esse valor foi de R$50.894.

“Ao longo das minhas duas gestões à frente da CBH me comprometi com a evolução do nosso esporte. Uma das nossas metas era o fomento da criação de cavalos no país, que era muito defasada. Tivemos sucesso com o Brasileiro de Hipismo, com montarias que disputaram os Jogos Olímpicos do Rio, e agora esse resultado fantástico com os cavalos novos. Nossos objetivos estão ao nosso alcance e provam que o esporte equestre pode ser bom para todos se trabalhado com seriedade e excelência”, disse Luiz Roberto Giugni, presidente da CBH.

A parceria com a Associação Brasileiras dos Criadores do Cavalo de Hipismo (ABBCH) também foi fundamental para o sucesso desse projeto. Há seis anos a CBH iniciou uma política de conscientização da importância de fomentar a formação correta do Cavalo Novo com uma série de medidas em concursos e incentivos. O sucesso foi a participação de um cavalo 100% brasileiro na equipe de Saltos, o Land Peter do Feroleto, montado por Stephan Barcha.

O Ranking Brasileiro de Cavalos Novos é uma forma de evidenciar e estimular a participação de Cavalos Novos, nos concursos nacionais de saltos. Participam da competição animais entre cinco e oito anos de idade com cavaleiros das categorias sênior e júnior.  Somente em 2016, estão participando da disputa 314 cavalos, um número considerado excelente para a CBH. A final será entre os dias 9 e 13 de novembro no Festival Nacional de Brasileiro de Hipismo.

“A categoria de cavalos novos vem a cada ano demonstrando um amadurecimento e evolução técnica. O ranking é uma ferramenta muito útil para formar os animais como também para mostrar para o mercado os destaques de cada categoria”, complementou Antônio Fortino, diretor de Cavalos Novos da CBH.

A boa formação de um cavalo novo é a garantia de maior competitividade no futuro e consequentemente um crescimento no nível do esporte nacional. O ranking é fundamental para isso, pois o ideal é que um cavalo novo participe apenas de 10 competições por ano e a disputa engloba essas provas.

Próxima temporada

Em 2017 a competição terá nove etapas, sendo oito disputadas em Concurso Nacionais e Internacionais e a etapa final será realizada no Campeonato Brasileiro de Salto para Cavalos Novos. O campeão será definido após a totalização dos pontos obtidos em todas as etapas somados aos pontos da final, que terá um contagem especial levando em consideração o resultado dos três dias de competição. Os participantes poderão descartar os dois piores resultados, menos o da última etapa, e a pontuação obedecerá ao formato da tabela da Copa do Mundo.

Confira abaixo as etapas do Ranking Brasileiro de Cavalos Novos 2017

CSN2* Torneio de Verão – II Etapa (SP) – 16 a 19 de fevereiro
CSN SHP Open (SP) – 9 a 12 de março
CSI 2* / 2 Etapa Summer Tour (PR) – 30 de março a 2 de abril
CSN D’Maio (SP) – 28 de abril a 1º de maio
CSI2*-W The Best Jump (RS) – 4 a 7 de maio
CSN* XI Copa JK de Hipismo (DF) – 13 a 15 de maio
CSN Haras Albar (SP) – 9 a 11 de junho
CSN Aniversário CHSA (SP) – 6 a 10 de setembr
CBS Cavalos Novos Agromen (SP) – 11 a 15 de outubro

 Regulamento Ranking Brasileiro Cavalos Novos 2017

Fonte: CBH / Mulifato ; img: Wagner Roberto – COB

  • Compartilhe
  • <