Por Fora
das Pistas

Notícias

Alta é puxada especialmente por usuários de cavalos que buscam animais para modalidades equestres; Foto: Fagner Almeida/Divulgação

28 de março de 2017

Cavalo Crioulo tem crescimento de 4,5% em Mato Grosso do Sul

Mais uma vez o cavalo Crioulo apresentou crescimento em Mato Grosso do Sul. O Estado, que vem ganhando espaço no cenário da criação da raça, teve uma elevação de 4,52% na manada, com 2,62 mil exemplares, configurando-se no maior rebanho no Centro-Oeste, região brasileira que teve alta 7,27% em 2016 conforme dados divulgados pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC).

De acordo com o presidente do Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos em Mato Grosso do Sul, Eduardo Coelho, um dos principais motivos para este crescimento vem sendo a busca de animais por usuários dos cavalos para a disputa de provas equestres, especialmente para a modalidade do laço, que vem sendo um dos destaques na região. “Há um grande interesse do usuário do cavalo comprar o animal para estas provas, temos sentido um aumento de demanda nesta parte”, destaca.

Além disto, Coelho ressalta também o investimento dos criadores em genética de qualidade dos animais que hoje participam de mostras e exposições da raça Crioula, e isto tem também ampliado a imagem do cavalo Crioulo em Mato Grosso do Sul, que também vem sendo usado na pecuária extensiva pela sua habilidade e rusticidade no trabalho a campo. “Os níveis dos animais dos criadores do Estado vem crescendo ano a ano e esperamos uma projeção muito forte dos animais que são nascidos aqui”, ressalta.

Todo o trabalho desenvolvido pelos criadores poderá ser visto nos dias 1º e 2 de abril na Exposição Morfológica Passaporte de Campo Grande que ocorre no Parque Laucídio Coelho, sede da Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul (Acrissul), durante a edição da Expogrande. Os campeões garantem vaga no julgamento da Exposição Morfológica da Expointer, em Esteio (RS). O julgamento ficará a cargo de Luis Rodolfo Machado. Também será promovido no sábado, dia 1º de abril, o leilão Genética Aditiva.

Fonte: Nestor Tipa Júnior/AgroEffective

  • Compartilhe
  • <