Por Fora
das Pistas

Notícias

Cavalos circulam em região turística de Moscou: donos tentam faturar com a Copa - Vivian Oswald

20 de junho de 2018

Cavalo, coruja e xadrez pago: o que os russos fazem para faturar na Copa

MOSCOU — Somente depois que anoitece na capital russa — e nesta época do ano o sol se põe quase às 22h — eles aparecem. Surgem bem no centro da cidade, saídos ninguém sabe muito bem de onde. São cavalos bem tratados, montados ou trazidos pelo cabresto por jovens russos. Circulam nas ruas de pedestres, em geral nas proximidades dos bares e restaurantes, sempre cheios, nos finais de semana.

Diante da incredulidade dos passantes, as moças ou rapazes pedem uns trocados para comprar açúcar para os animais. Diz-se que os cavalos vivem em parques, ou pertencem a uma escola de equitação não muito distante, e são trazidos pelos alunos. Já são uma tradição de alguns anos. Mas sua presença é errática. Não durante a Copa. Na semana passada, havia três ao mesmo tempo, com seus respectivos companheiros humanos.

— Você pode dar quanto quiser — diz a jovem montada em um cavalo em frente à luxuosa joalheira Cartier, pouco antes de se dirigir à clientela do restaurante Most, por volta de 1h da manhã.

Os russos não têm medido esforços para atrair a atenção dos mais de dois milhões de estrangeiros que desembarcaram no país para assistir ao campeonato de futebol.

Fonte: O Globo

  • Compartilhe
  • <

Os comentários estão desativados.