Por Fora
das Pistas

Notícias

Henrique Maranhão - Foto LC Ruas

18 de Maio de 2018

Cavaleiros pernambucanos disputam mais uma etapa da Seletiva do Sul-Americano de Hipismo

Os cavaleiros da Federação Equestre de Pernambuco estão prontos para um novo desafio neste final de semana. Entre os dias 18 e 20 de maio, no Brasília Country Club, os conjuntos locais disputarão a Copa JK de Hipismo, competição válida também como seletiva para o Campeonato Sul-Americano da modalidade.

O foco dos atletas da FEP é o torneio internacional, que será realizado de 5 a 11 de novembro, no Chile. Pelo regulamento da Confederação Brasileira de Hipismo (CBH), classificam-se para o Sul-Americano os cavaleiros que zerarem duas das quatro seletivas e obtiverem um bom resultado no Brasileiro, em julho.

Pernambuco será representado por cinco atletas: Henrique Maranhão, João Felipe Gomes, João Marcelo Monte Santos e Paulo Henrique Amorim, da categoria Mirim (1,20m). Enquanto João Pedro Chaves é da Pré-Júnior (1,30m). Todos com grandes chances de bons resultados.

Na primeira etapa, realizada no Recife, entre os dias 23 e 25 de março, o resultado foi bastante satisfatório para o Estado. Na mirim, Henrique conseguiu zerar os três percursos com as suas duas montadas, Coral Rec Xango e Amicci. João Marcelo zerou com seus três cavalos: By Hana Lord Pequim, Inclemente e Lamendor JMen. Paulo Henrique Amorim Paulo também zerou com Tifanny CHZS. Na Pré-Júnior, João Pedro Chaves/Calanthus JMen também seguem sem penalidades.

“Eles estão treinando firme e os que têm o zero da primeira seletiva, se zeraram agora em Brasília, estarão habilitados ao desempate que acontecerá no campeonato Brasileiro em Julho, em São Paulo. Com isso se darão ao luxo de não ir para São Paulo, na última seletiva, poupando os animais para o Campeonato Brasileiro”, explicou a diretora técnica da FEP, Maria Luiza Dourado.

RESULTADO 2017
Em 2017, três cavaleiros pernambucanos representaram o Brasil no Sul-Americano, em Buenos Aires, na Argentina. Na ocasião, todos faturaram medalhas. O Brasil contou com duas seleções, a Verde e a Amarela. João Marcelo Santos fez parte da Verde, responsável por conquistar o ouro para o País na competição por equipes.

Henrique Maranhão e João Pedro Chaves compuseram a seleção Amarela, que ficou com a medalha de prata por equipes. Já na competição individual, o cavaleiro Henrique Maranhão, medalha de ouro no Sul-Americano de 2016, ficou na terceira colocação da categoria Mirim (1,20m), trazendo a medalha de bronze para Pernambuco e para o Brasil.

Fonte: Assessoria

  • Compartilhe
  • <

Os comentários estão desativados.