Por Fora
das Pistas

Notícias

Fotos: Fagner Almeida/ABCCC/Divulgação

20 de julho de 2015

Brasília revela últimos classificados à final do Freio de Ouro

Uma prova de superação. Essa é a definição que melhor caracteriza a última classificatória do Freio de Ouro no ciclo 2015, realizada no Parque de Exposições da Granja do Torto em Brasília (DF), entre os dias 17 e 19 de julho. O evento, que tradicionalmente encerra o circuito de semifinais com uma prova aberta a todos os credenciados, trouxe mais uma vez a oportunidade a quem ainda buscava confirmar a presença na decisão.

Depois de enfrentar alguns problemas na classificatória de Chapecó, em Santa Catarina, a égua Firmeza 1747 buscava na Capital Federal uma oportunidade para mostrar o seu verdadeiro potencial. E conseguiu. Mostrando habilidade e muito fôlego, principalmente na fase decisiva da corrida de campo, o animal chegou ao primeiro lugar e garantiu o seu lugar na grande final da modalidade. “Ela é uma égua que eu gosto muito mas que eu vinha poupando em razão da lesão que ela teve. Agora vamos focar na parte veterinária, avaliar como ela está de saúde, para ver como vamos dar sequência ao trabalho com ela até o Freio”, avaliou Cezar Augusto Freire, que em reconhecimento à evolução do conjunto entre as etapas da prova conquistou ainda o troféu de Ginete Destaque da categoria.

Já na disputa dos machos, a superação ficou por conta do ginete. Na primeira etapa funcional, realizada no dia 17, enquanto contornava o um dos fardos da figura, o cavalo Água Funda Bolero se desequilibrou e sofreu uma queda. Ao levantar acabou pisando sobre a coxa do ginete Charles Fagundes que, mesmo sentindo, continuou na prova. Entretanto, a dor e a sensação de cansaço, decorrente dos remédios que tomou para amenizar o incômodo, não foram maiores que a vontade de vencer, coroada no final com o primeiro lugar. “Para mim foi uma vitória dupla, tanto pela dor que estava sentindo quanto pelo fato de que esse é um cavalo que está a pouco tempo comigo. Ele é um animal muito bom e que certamente pode evoluir ainda mais até a Expointer”, comemorou Fagundes, mancando no fim da prova. Também mostrando grande desempenho na categoria, Volmir Guimarães ficou com o prêmio de Ginete Destaque.

A prova contou com a avaliação de dois trios de jurados. Carlos Loureiro de Souza, Douglas Gonçalves e Fábio Muricy Camargo julgaram as fêmeas enquanto que André Narciso Rosa, Eduardo Móglia Suñe e Eduardo Neto de Azevedo analisaram os machos. O técnico da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), Luciano Correa Passos supervisionou o evento.

A partir de agora, o roteiro do Freio de Ouro volta para Esteio (RS), onde acontece a grande Final entre os dias 27 e 30 de agosto no Parque de Exposições Assis Brasil, durante a Expointer. O circuito 2015 da modalidade conta com o patrocínio de Ipiranga, Massey Ferguson, Vivo e Banrisul, além do apoio de Supra. A organização é da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) e a promoção do Canal Rural.

Confira o resultado

Fêmeas

1º Lugar
Firmeza 1747, filha de Candidato Simpatia e Firmeza 125 do Papito; criador Paulo Tavares Móglia e expositor Carla F. Musa / Onécio Silveira Prado Jr, Estância Tamareira, Santa Rita do Passa Quatro/SP
Ginete: Cézar Augusto Schell Freire
Nota: 18,467

2º Lugar
ZR Brisa, filha de Muchacho de Santa Angélica e Que Luna do Purunã; criador e expositor Agropecuária Estrela do Sul Ltda, Agropecuária Estrela do Sul, Cruzeiro do Sul/PR
Ginete: Daniel Waihrich Marim Teixeira
Nota: 18,345

3º Lugar
BT Anabela, filha de Santa Isabel Calamar e BT Rafaela; criador Condomínio Flavio Bastos Tellechea e expositor Fernando e Guilherme Vasconcellos e Miguel Schossler, Estância Santa Augusta e Cabanha Marca 15, Rosário do Sul/RS
Ginete: Volmir Santos de Guimarães
Nota: 18,314

4º Lugar
Agraciada Nuestra Señora, filha de Santa Elba Señuelo e Balzaquiana do Palanqueiro; criador Patricia Netto Machado e Paulo Machado e expositor Solano Pires Júnior, Estância São Jorge, Tramandaí/RS
Ginete: Everton de Deus Valim
Nota: 18,186

Machos

1º Lugar
Água Funda Bolero, filho de Largo da 3J e Uma História da Água Funda; criador Henrique José de Queiroz Marim Teixeira e expositor José Atilio Giongo / Luis Augusto Weber, Cabanha Olho de Boi e Cabanha do Ouriço, Ibirubá e Carazinho/RS
Ginete: Charles Fagundes
Nota: 19,626

2º Lugar
Xergão dos Castanheiros, filho de Jalisco de Santa Angélica e Ninfeta de Santa Angélica; criador Miguel e Rodrigo Scarpellini Campos e expositor Alex Sandro K Fonseca/Felipe Takis Costa, Cabanha Angos Guarita e Ftakis, Brasilia/DF
Ginete: Flávio de Borba Pereira
Nota: 18,967

3º Lugar
PO Corazonazo, filho de BT Era Uma Vez e BT Gorra Basca; criador Gonçalo Porto Silva e expositor Joel Penso, Cabanha J Penso, Guapore/RS
Ginete: Antonieto Rosa
Nota: 18,326

4º Lugar
Legado do Recanto Crioulo, filho de BT Mouro e OK Lavanda; criador E. H. Hess Administração e Participação e expositor Carla F. Musa/Onécio Silveira Prado Jr. e Adelmo Hess, Estância Tamareira e Estância Três Coxilhas, Santa Rita do Passa Quatro e Barra Velha/SP
Ginete: Ernesto Monteiro Waihrich
Nota: 18,128

Fonte: AgroEffective

  • Compartilhe
  • <