Por Fora
das Pistas

Acontece

6 de agosto de 2016

Brasil estreia no hipismo com prova de adestramento, na primeira fase do CCE. Marcio Appel e Carlos Paro estiveram na pista sob os aplausos do público em Deodoro

Abrindo a competição de hipismo nos Jogos Olímpicos Rio 2016, Marcio Appel e Carlos Paro fizeram a prova de adestramento, primeira etapa do Concurso Completo de Equitação, neste sábado, dia 6. Após o sorteio da ordem de entrada, a dupla foi convocada para a estreia brasileira na pista em Deodoro, entre os 65 atletas que também estiveram na pista. Neste domingo, dia 7, entram em cena Ruy Fonseca e Marcio Carvalho Jorge e os demais conjuntos. As provas de adestramento do CCE valem para a competição individual e por equipe.

Na primeira parte das apresentações do dia, pela manhã, Marcio Appel montando Iberon Jmen executou a reprise e ficou com a pontuação de 57.20, fechando o dia em 28º lugar. Na parte da tarde foi a vez de Carlos Paro, com Summon Up The Blood, que atingiu 47.30. O conjunto fechou o dia com a 16ª posição. No saldo por equipe, ainda faltando dois conjuntos se apresentarem, o Brasil fecha o dia com 104.50 pontos, na 10ª posição.

Estreante em Jogos Olímpicos, Marcio Appel não esconde a emoção de competir em casa, e espera recuperar a pontuação nas demais disputas da modalidade. “É emoção de estar aqui. Minha primeira olimpíada, e competindo no Rio, em casa. A galera vibrou bastante. Não é o normal esse agito todo, mas meu cavalo se manteve tranquilo, tentei me manter tranquilo e acho que foi dentro do planejado. Meu cavalo costuma ficar um pouco tenso na arena e hoje ainda ficou calmo. Acho que foi dentro da expectativa. Os próximos brasileiros virão forte no adestramento. Vou tentar recuperar no cross country e no salto”, comentou.

De volta aos Jogos Olímpicos após 16, anos, Carlos Paro se sente satisfeito com o desempenho do cavalo, e quer subir a nota com a prova do cross. “A prova hoje foi muito boa. Para o cavalo foi muito boa, não poderia ter sido melhor. O que eu queria era exatamente isso, ele tem feito provas assim na Europa, queria fazer o mesmo. A atmosfera aqui é maior, queria que ele se sentisse no mesmo clima. Nós brasileiros temos um bom desempenho no cross, a expectativa é sair de um resultado no adestramento que a gente não fique muito longe, para podermos recuperar com a pontuação do cross”, comentou.

Seguindo a competição, a prova de cross country será realizada no domingo, dia 8, aonde todos os cavaleiros entram na pista. Dia 9, nas provas de salto, são definidos os pódios. Na primeira prova, o resultado por equipe. Na parte da tarde, apenas os 25 melhores disputam o pódio individual.

Fonte: mktmix.com.br

  • Compartilhe
  • <