Por Fora
das Pistas

Notícias

Rodrigo Lambre, integrante do Time Brasil, com Chapilot, uma de suas montarias (Sportfot - divugação)

3 de março de 2018

Brasil disputa Copa das Nações 4* nesse sábado nos EUA

O Winter Equestrian Festival, maior e mais longa competição competição do hipismo mundial com 12 semanas de duração, está em sua oitava semana e segue até domingo, em 4/3.

A principal disputa da semana é a Copa das Nações – CSIO4* – no sábado, 3/3, com participação do Time Brasil formado por Yuri Mansur / Vitiky, Fabio Leivas / Tosca, Rodrigo Lambre / Velini e Francisco Musa / Catch Me Império Egípcio liderados pelo chefe de equipe Pedro Paulo Lacerda, diretor de Salto da Confederação Brasileira de Hipismo (CBH).

Ronaldo Bittencourt Filho, presidente da CBH, também acompanha a competição que começa às 21 horas (horário de Brasília. A premiação é de U$ 150 mil. Além do Brasil estarão a postos oito fortes equipes: EUA, Canadá, Grã Bretanha, Irlanda, Chile, Argentina, México e Venezuela. NO domingo, 4/3, o ponto alto é o GP FEI 5* com U$ 205 mil em jogo.

Em 18/2, o Brasil foi vice-campeão na Copa Nações – CSIO5* “LONGINES FEI Jumping Nations Cup™ of the United States of America” em Ocala, na Flórida. A equipe verde amarela contou com Rodrigo Lambre / Coleman,  Yuri Mansur / Inferno, Felipe Amaral / Premiere Carthoes BZ e  Fabio Leivas / Fox Trot VD Padenborre. A vitória foi do Canadá e Irlanda e EUA empataram em 3º lugar.

Para o hipismo mundial, o ano de 2018 tem seu ápice com os Jogos Equestres Mundiais realizados a cada quatro anos e que chegam a sua 8ª edição entre 11 e 23 de setembro, em Tryon, Carolina do Norte (EUA).

O melhor resultado das equipes do Brasil na competição foram dois quartos lugares: 1994 em Haia, na Holanda e 2010 em Lexington, EUA, e na última edição na Normandia, França, o Time Brasil fechou em 5º lugar. Aos 19 anos, em 1998 na Itália, Rodrigo Pessoa foi campeão mundial. A disputa em Copa das Nações e outros GPs de 3*, 4* e 5* no 1º semestre de 2018 faz parte do processo de preparação e observação para formação para equipe brasileira nos Jogos.

Ao lado de representantes de mais de 40 países, a participação brasileira – que esse ano conta com cerca de 35 cavaleiros e amazonas entre profissionais, amadores e jovens talentos – já é uma tradição. O Winter Equestrian Festival segue até 1 de abril e distribui mais de U$ 9 milhões em premiação.

Acompanhe o placar

Informações: Imprensa CBH – camay@uol.com.br

  • Compartilhe
  • <

Os comentários estão desativados.