Por Fora
das Pistas

Notícias

Vinte duplas se credenciaram para a decisão da modalidade que ocorrerá em Esteio durante a Expointer; Foto: Felipe Ulbrich/ABCCC/Divulgação

26 de março de 2018

Bagé classifica as primeiras duplas da final da Paleteada

Ao se pensar que o único desafio é levar o boi até a outra ponta é uma maneira simplificada de enxergar o que é a paleteada do Cavalo Crioulo. Ainda mais quando se deixa de lado os vários fatores que dificultam a modalidade em sua prática. Do ângulo de quem está em cima do cavalo, manter a passada em linha reta e não deixar escapar o boi, além de não tocar ou pular os fenos e manter o equilibro no galope dos dois conjuntos sem nenhuma reação, já poderia definir como uma prova que exige dos competidor.

Agora, acrescente muita chuva e barro em pista e resultará em uma classificatória que não facilitou para nenhuma dupla que quer realmente chegar na final da modalidade, na Expointer. O núcleo de Bagé (RS), recebeu na Associação Rural do município, uma competição em que os melhores 120 colocados do ranking da paleteada, foram colocados a prova pelo cenário climático e pelo próprio nível dos competidores. A raça comprovou mais uma vez as suas principais características, quando suportou um um calor de mais de 30 graus no primeiro dia de competição e chuva constante na segunda fase da disputa.

Sob o olhar criterioso de quem já julgou grandes paleteadas na final da modalidade, em 2017, Thiago Ávila e Leandro Amaral observaram com olhar treinado cada movimento das 105 duplas, durante o trajeto com o boi. De Bagé, saem os primeiros 20 finalistas da modalidade com destino a pista principal do Cavalo Crioulo, em Esteio (RS). A final acontece dentro da programação do Cavalo Crioulo, na Expointer.

Confira o resultado

1º lugar
MANTA PAMPA TUPAMBAÉMONTADO POR CARLOS LOUREIRO SOUZA E LAÇADOR GRINGA MONTADO POR ALUIZIO PEREZ

2º lugar
ESCRAVO DO BOM FIM montado por VASCO GAMA FILHO e FÁBULA DO BOM FIM montando por MARCELO FIORAVANTE

3º lugar
PALMEIRA 155 DA RONDA montado por FABRICIO GIGENA e CACHIMBO FERRAMENTA 45 montado por LUIZ MARTINS BASTOS NETO

Demais classificados

ABAGUALADA DO BARULHO MONTADO POR FRANCISCO M. BASTOS E LA PASSION ESTRELA MONTADO POR RICARDO CAMPOS

CAMPANA QUITANDAMONTADO POR MARIO MOGLIA SUÑE E CAMPANA RESOLANA MONTADO POR MARIO DOS SANTOS SUÑE

ESTRELA DA PITANGUEIRA MONTADO POR IGOR BITENCOUR E RECORRIDA DA FÉ MONTADO POR ROGÉRIO FIALHO

ZORRO DO ACEGUÁ  MONTADO POR MARIO DOS S. SUÑEE ZICO DE SÃO PEDRO MONTADO POR JOÃO PAULO NUNES

ALMA PAMPA CHIMARRÃOMONTADO POR ALUIZIO PEREZ E VIRAGRO ARAUCO MONTADO POR CARLOS LOUREIRO DE SOUZA

POLIANGO DA MORADA NOVA MONTADO POR JOÃO VITOR DUTRA E RICA FLOR DA MORADA NOVA MONTADO POR RICARDO PEREZ

NUTRIA II TUPAMBAÉ MONTADO POR SOLIMAR MUNHOZ E VENCEDOR DA MARCA ANTIGA MONTADO POR GUSTAVO DELABARY

NERUDA DO BOEIROMONTADO POR CARLOS LOUREIRO DE SOUZA E PP PRESENTE DA RENASCERMONTADO POR GEORGE ARTHUR LARRÉ

TUCANO 45 DA BOA UNIÃO MONTADO POR THIAGO SALDANHA E TRINTA E TRÊS 170 DO JARAU MONTADO POR TIAGO PIAGGIO

SOLITO II DA RAMA NEGRA MONTADO POR SANDRO ROMEIRO E ATREVIDO DA RAMA NEGRA MONTADO POR ANDRÉ EGRES

SINHÁ MORENA 3615 DA TRADIÇÃOMONTADO POR CARLOS LOUREIRO DE SOUZA E MARGARIDA 703 DO BARULHO MONTADO POR   LUIZ ALBERTO BASTOS

SALUDO DE SANTA ANGÉLICA  MONTADO POR ARTHUR OBINO LINHARESE FACEIRA II DA CAMILA MONTADO POR MANOEL FRANCISCO ZIRBES RODRIGUES

TST VINDIMA  MONTADO POR WAGNER FAGUNDES ESMERALDA DA NOVA ORDEM MONTADO POR TIAGO TISCHLER MACHADO

CONCERTINA DO MATE DOCE MONTADO POR RUDI PENSO E NAVALHA DA MORADA NOVA MONTADO POR HILDO QUEVEDO

OCASIÃO 3631 DA TRADIÇÃO MONTADO POR LUIZ ALBERTO MARTINS BASTOS E CARTILHA 3725 DA TRADIÇÃOMONTADO POR CARLOS LOUREIRO DE SOUZA

DESCONFIADA DA SANTA GERTRUDES MONTADO POR WALTER MARQUES E VISCONDE DA JACUTINGA MONTADO POR AUGUSTO RODRIGUES

QUILERO OLERO MONTADO POR JANUÁRIO AMARAL E CAMPANA SUELDO LINDO MONTADO POR FERNANDO GIORGIS

Fonte: Karen Nunes/ABCCC

  • Compartilhe
  • <

Os comentários estão desativados.