Por Fora
das Pistas

Acontece

Foto: LC Ruas

10 de dezembro de 2017

Artemus de Almeida é o campeão do Ranking Brasileiro Senior Top

O medalhista pan-americano Artemus de Almeida, 48 anos, sagrou-se campeão do ranking brasileiro Senior Top com 280,5 pontos. Felipe Amaral – que recém chegou aos EUA para uma temporada – foi vice 241,5 pontos e José Reynoso Fernandez Filho chegou em 3º, 216,5 pontos.

Artemus disparou na liderança do ranking com sua montaria Cassilano JMen, animal de criação nacional de 9 anos, recém exportado para o Associação dos cavalos Holsteiner na Alemanha, onde será montado top sueco e do hipismo mundial Rolf-Göran Bengtsson. E no GP Final montou M.E.C.G. Cassillero que fez sua estreia nessa altura e ainda com Pomerol TW que emplacou em 10º, animal o qual pontuou pelo ranking.

“Foi uma temporada bem homogênea. Me classifiquei em todas as oito etapas anteriores com o Cassilano: foram duas vitórias ns GPs do Clube Hípico de Santo Amaro e Agromen, fomos vice-campeões na 2ª etapa e na 4ª etapa do Brasileiro Senior Top, ambos em Curitiba, totalizando dois primeiros, dois segundos, dois quartos e dois sextos lugares.

“Estou mais que satisfeito com a estreia do M.E.C.G. Cassillero em um GP Senior Top. Ele passou o ano ganhando provas de velocidade a 1.40/1.45 metro e garantiu um super desempenho a 1.50 metro, destacou Artemus.

O cavaleiro fala com saudades de Cassilano, de 9 anos filho de Calisco JMen e Orame. “O Cassilano é cavalo muito especial. Muita gente gostava dele, toda a equipe e especialmente nossos tratadores ficaram tristes. No momento, o Cassilano ainda está em quarentena na Argentina e deve chegar na Alemanha somente no início de fevereiro”, conta o campeão do ranking brasileiro Senior Top.

“Comecei a montar o Cassilano quando ele tinha quatro anos de idade e a carreira dele foi bem pensada a longo prazo. Eu sempre soube que seria um cavalo para prova grande. Ele tinha qualidades e muita força, mas não era prodígio, foi bem construído e aprendendo aos poucos”, explicou Artemus, 48, que entra em uma fase de mudança em 2018. “Vou me mudar de Itu para Indaiatuba. Já tenho um outro cavalo para série principal mas não devo competir no ranking ano que vem. A partir de 2019 já terei cavalos novos que podem saltar bem a série forte.”

Fonte: Rute Araújo

  • Compartilhe
  • <

Os comentários estão desativados.