Por Fora
das Pistas

Notícias

George Morris é o novo técnico da equipe de saltos no hipismo; Foto: Horse Junkies United

31 de dezembro de 2015

Após demitir francês por dólar alto, hipismo brasileiro contrata técnico dos EUA

A Confederação Brasileira de Hipismo anunciou, na última terça-feira, o novo técnico da equipe de saltos para as Olimpíadas do Rio em 2016. O americano George Morris foi o escolhido para assumir o posto.

No mês de novembro, o treinador francês Jean Maurice-Bonneau havia sido demitido do cargo por conta da alta do dólar. “A Confederação Brasileira de Hipismo agradece ao técnico francês Jean Maurice-Bonneau pelo seu excelente trabalho à frente da equipe de saltos durante os últimos anos. Porém, infelizmente, perante as dificuldades financeiras e em função da variação cambial, não foi possível chegar a um acordo financeiro viável para a CBH para que ele continuasse conosco. Estamos com algumas opções de nomes para que o trabalho seja mantido e seguimos nos preparando da melhor forma possível para os Jogos Olímpicos”, disse o presidente da CBH, Luiz Roberto Giugni, na época.

Um fato curioso é que a cotação do dólar é mais alta agora do que era no dia em que Luiz Roberto Giugni foi afastado. Em 5 de novembro, a moeda norte-americana valia R$ 3,789. Hoje, vale R$ 3,918.

Sobre o novo treinador, Giugni diz: “Estamos felizes com a nova contratação do Sr. George Morris e temos certeza de que sua capacidade e competência inegáveis vão ajudar muito nossos cavaleiros nesta reta final rumo a conquistas nos Jogos Olímpicos do Rio”.

Como treinador, Morris chega ao comando da equipe brasileira de saltos com cinco medalhas olímpicas no currículo, incluindo o ouro em Pequim. Como atleta, conquistou a prata nos Jogos de 1960. O contrato do americano é válido até o final das Olimpíadas do Rio.

Fonte: IG

  • Compartilhe
  • <