Por Fora
das Pistas

Notícias

Foto: reprodução facebook do atleta

31 de dezembro de 2015

Aos 18 anos, João Victor Lima sonha com chance no Rio 16

João Victor Lima é sem dúvida o principal nome do hipismo amazonense e um dos maiores destaques nacionais da modalidade. Com 18 anos, completados no último mês de julho, ele ainda sonha com uma vaga na equipe brasileira nos Jogos Olímpicos do Rio 2016.

Com os pés no chão e a consciência de que conquistar essa oportunidade não é algo tão fácil, não por conta da habilidade ou talento, que ele tem de sobra, mas principalmente por conta do salto exigido nas provas de uma Olimpíada.

Em uma prova olímpica à altura dos saltos deve ser de 1,60m. Mas os atletas só podem saltar a partir dessa altura após completarem 18 anos. Ou seja, João ainda não tem tanta experiência nessa altura.

Mesmo assim, ele sabe exatamente o que irá responder, caso seja convocado para representar a equipe brasileira de hipismo nos Jogos do ano que vem. “Eu (João Victor) estou pronto! Só resta saber se o meu cavalo estará, mas eu estou  preparado”, afirmou o atleta, que  recentemente trocou de cavalo.

“Este ano eu comprei um novo cavalo, ele é novo, tem apenas nove anos e isso também é uma preocupação. Não sei se em pouco mais de seis meses ele estará pronto saltos de 1,60m. Consegui ótimos resultados com ele em 2015, mas Olimpíadas é outra coisa”, ressaltou o jovem atleta amazonense.

Seleção principal

Mas trocar de cavalo não foi a única novidade na vida do cavaleiro amazonense. Este ano, ele também foi convocado pela primeira vez para fazer parte da seleção brasileira principal de hipismo, e isso ainda aos 17 anos.

“Foi uma surpresa e eu fiquei muito feliz, já tinha representado o Brasil, mas pela seleção sênior foi a primeira vez. E eu fiquei honrado, principalmente porque na época ainda tinha 17 anos, e é mais difícil ser convocado antes dos 18, mas eu fui”, disse João Victor, que representou o Brasil na Copa das Nações, em março, e vai competir novamente pela seleção sênior em 2016.

Bélgica

João Victor mora na Bélgica há três anos e treina com um dos principais nomes do hipismo mundial, Nelson Pessoa, pai do medalhista olímpico Rodrigo Pessoa. Este ano, o amazonense treinou menos do que gostaria, mas alcançou resultados incríveis e esteve entre os dez melhores cavaleiros na maioria das provas.

“Este ano eu fiquei quase dois meses sem treinar. Vim para Manaus para tirar a minha carteira de motorista e fiquei esse tempo sem competir. Mas mesmo assim superei 2014. Com um cavalo novo, meus resultados foram muito bons”, contou João, que ficou em segundo lugar no Grande Prêmio Land Rover de Paris, no início do deste mês.

A convocação dos atletas que irão representar o hipismo brasileiro nas Olimpíadas de 2016 deve sair apenas um mês antes do início dos Jogos, ou seja, no mês de julho. Ao todo, cinco atletas devem ser chamados para seleção. Destes, quatro serão titulares e um reserva.

Fonte: A crítica

  • Compartilhe
  • <