Por Fora
das Pistas

Acontece

André Miranda o campeão do GP; foto: Duílio Andrade / Divulgação

13 de dezembro de 2015

André Miranda vence GP José Roberto Reynoso Fernandez (Alfinete) in memoriam em Santo Amaro

O páreo foi duro e animado nem mesmo a chuva atrapalhou o desenrolar do GP José Roberto Reynoso Fernandez, o Alfinete (in memoriam) na tarde desse sábado, 12/12, no Clube Hípico de Santo Amaro (SP). Foram 59 os conjuntos em pista dos quais os 16 melhores voltaram para a 2ª e decisiva volta. Oitavo na ordem de largada André Miranda assumiu a liderança sem faltas em 52s87, resultado esse que permaneceria imbatível até o final.

“Vencer o GP em homenagem ao Alfinete, com certeza, foi a conquista que mais me emocionou até hoje. Eu gostaria de parabenizar o Clube Hípico de Santo Amaro pela iniciativa e espero que o GP possa se tornar uma tradição”, destacou André Miranda. “Agradeço ao meu amigo José Roberto pela confiança de me emprestar o cavalo com o qual o venci.”

Quem chegou mais perto foi o top carioca Tiago Mesquita apresentando Baptista que fez duplo zero em 56s10. Em 3º lugar chegou a jovem amazona paulista bicampeã americana junior Giulia Scampini apresentando seu Keep on Fighting, sem faltas, 60s97.

José Roberto Reynoso Fernandez Filho, o Zé Roberto, 35 anos, que há uma semana conquistou o título de campeão brasileiro senior top, bateu na trave cometendo uma falta com suas duas montarias e com os excelentes tempos de 49s79 e 50s79 levou Corindhus Sanol Dog Protécnica e Azrael W Sanol Dog Protécnica ao 4º e 5º posto. Finalmente fechando o placar o 6º posto foi do medalhista pan-americano Cesar Almeida com Kauana Balei Joter, uma falta, 51s54.

Na cerimônia de premiação como não poderia deixar Monica Reynoso Fernandez, família e amigos de Alfinete estiveram presentes ao lado de personalidades do clube anfitrião como William Almeida, presidente do CHSA, e Cel Renyldo Ferreira, cavaleiro olímpico e que integrou a equipe brasileira que conquistou a primeira medalha de ouro nos Jogos Pan-americanos ao lado de Alfinete e Antonio Alegria Simões.

O GP distribuiu 60 mil reais em espécie, três bandejas de prata conquistas por Alfinete entre outros brindes especiais. “Em nome da nossa família, agradeço a presença e participação de todos nesse GP em homenagem ao meu pai a quem devo tudo que conquistei até hoje.”

Sobre Alfinete

Foi, aos 15 anos, em 1965, na Itália, que Alfinete conquistou seu primeiro vice-campeonato Mundial de Juniores na Itália. Dois anos depois, em 1967, foi campeão pan-americano por equipes. Em 1968 fechou os Jogos Olímpicos do México em 7º lugar. O cavaleiro conhecido pelo estilo único também foi tetracampeão brasileiro senior (1975/1976/1978 e 1981), três vezes vencedor do GP do CHSA (1975, 1976 e 1980) e hexacampeão do Torneio Pão de Açúcar (1975/1977/1978, 1980, 1982 e 1990).

Curiosamente o pai e filho: José Roberto, o Alfinete, e Zé Roberto são cavaleiros de duas casas. Alfinete começou montando em Santo Amaro e depois seguiu sua carreira na Sociedade Hípica Paulista. Já Zé Roberto começou a montar na Hípica Paulista. Mas foi em 2001 que teve sua primeira grande oportunidade profissional no Clube Hípico de Santo Amaro, onde se estabeleceu com sua tropa e hoje se declara santamarense de coração.

GP José Roberto Reynoso Fernandez (Alfinete)

Campeão André Miranda / Empedrado – 0/0/52s87
Vice Tiago Mesquita / Baptista – 0/0/56s10
3º Giulia Scampini / Keep on Fighting – 0/0/60s97
4º José Roberto Reynoso Fernandez Filho / Corindhus Sanol Dog Protécnica – 0/4/49s79
5º José Roberto Reynoso Fernandez Filho / Azrael Sanol Dog Protécnica – 0/4/50s79
6º Cesar Almeida / Kauana Balei Joter – 0/4/51s54

Fonte: CHSA

  • Compartilhe
  • <