Por Fora
das Pistas

Notícias

2 de outubro de 2016

Aline Lima recorda época em que competia nas provas a cavalo

Poder olhar para trás e ter boas lembranças é um dos grandes presentes da vida. Aline Lima foi a Indaiatuba (SP) para matar a saudade da época em que competia as provas de três tambores e conhecer como elas funcionam hoje em dia. A apresentadora acompanhou os bastidores da competição, as curiosidades dos acampamentos e relembrou alguns momentos ao lado de amigas que ainda praticam o esporte.

Nos bastidores, Aline Lima reencontra sua primeira amiga da época de competição e se surpreende com a estrutura de hoje em dia. Fatiana Ferreira conta como funcionam os acampamentos atualmente: “antigamente não tinha um trailer todo equipado como tem hoje, a gente tem cozinha, que é montada do lado de fora, e acabamos parando um trailer perto do outro, assim nos tornamos uma segunda família”.

Renovação
Surpresa com tanta novidade, a apresentadora não resistiu e entrou logo em um dos trailers para conferir mais de perto todas essas novidades. A decoração deixa o espaço parecido com uma casa e o torna mais aconchegante, o que é necessário, pois de rodeio em rodeio, as competidoras acabam por ficar muito tempo longe de casa. “Eu moro em Curitiba, então é muito longe e as vezes fico um mês fora de casa”, conta a competidora Rafaela Slaviero.

Andando por todo evento, a apresentadora encontrou mais gente para matar a saudade. Ana Luíza participava das provas na mesma época que a Aline, mas também acabou deixando de lado as competições e hoje se dedica integralmente a profissão de veterinária. “Eu cuido dos animais, preparando eles para correrem”, explica.

A apresentadora do Mais Caminhos também encontra Flávia Cajé, que é umas das responsáveis por todas as melhorias das provas de Três Tambores. Desde que surgiu a Associação Nacional dos Três Tambores (ANTT), em 2003, foram projetadas e aplicadas muitas mudanças dentro dos campeonatos, a fim de gerar organização e segurança para as competidoras. “Tinha muita coisa que a gente não achava legal e percebemos que sofríamos à toa”, explica a presidente da Associação.

A Aline parou de competir em 2004 e as competidora Daiane Sudário e Thaís Munique contam quais foram as principais mudanças que acontecerem de lá para cá: “tudo está mais fácil, o trailer é melhor, o camping é melhor…”, explica Daiana. “Tudo está mais organizado”, completa Thaís.

E para relembrar os velhos tempos, Daiane emprestou o seu cavalo à Aline, para ela passar pelos tambores da mesma forma de quando competia. Será que a apresentadora ainda tem jeito pro esporte?

Fonte: Gshow

  • Compartilhe
  • <