Por Fora
das Pistas

Acontece

Foto Ilustrativa retirada do Google

23 de julho de 2016

Aeroporto Tom Jobim vai receber 310 cavalos para os Jogos Olímpicos Rio16

RIO – A cidade começa a mudar por conta da Olimpíada — mais de 50% dos quartos de hotéis reservados para os Jogos já estão ocupados —, e o principal portão de entrada para turistas e atletas também ganha uma cara nova. Com uma estrutura diferente, que inclui 1.300 câmeras e outras novidades tecnológicas, o Aeroporto Internacional Tom Jobim está, de acordo com o consórcio RIOgaleão (formado pelas empresas Odebrecht TransPort, Changi Airports Internacional e Infraero), pronto para receber cerca de 1,5 milhão de passageiros até o fim da Paralimpíada. Tudo isso, apesar de um decreto do governo em exercício Francisco Dornelles provocar a devolução de 50 mil ingressos, conforme anunciou o colunista Ancelmo Gois.

A operadora do terminal apresentou nesta quarta-feira seu planejamento para os Jogos, durante os quais chegarão mais de 50 mil integrantes da família olímpica, pelo menos 44 chefes de Estado e 310 cavalos: os animais, que participarão das provas de hipismo, virão em aviões adaptados e desembarcarão no setor de cargas. Também foi montado um esquema especial para a recepção de dois mil cadeirantes e 30 cães guias que acompanharão deficientes visuais.

Os cavalos que participarão da Olimpíada — que virão dos Estados Unidos, da Bélgica, da Inglaterra e de duas cidades na América do Sul — entrarão no país com passaportes e receberão tratamento vip no Tom Jobim.

— Cada avião trará de 30 a 40 cavalos, e nenhum deles tocará o solo do aeroporto. Quando os aviões aterrissarem, os animais, que viajarão acompanhados de tratadores e veterinários, passarão por uma espécie de estábulo aéreo que será instalado numa plataforma. Depois, seguirão diretamente para Deodoro em caminhões especiais — explicou Mariana Sitta, gerente de Planejamento e Finanças do RIOgaleão.

Fonte: O Globo

  • Compartilhe
  • <