Por Fora
das Pistas

26 de outubro de 2016

Adote um cavalo: saiba quais animais esperam por um novo dono em São Paulo

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de São Paulo está com novos animais esperando para serem adotados. No momento, Barbara, Tancinha, Maria Filomena, João Policarpo e Brutus estão em busca de um novo lar.

Ao contrário do que muitos pensam sobre adoção, esses nomes não são de cães e gatos, mas sim de animais de grande porte. Atualmente, o CCZ paulistano está cuidando de duas éguas, uma jumenta, um burrico e um boi que esperam por novos donos.

Como todas as espécies de animais sofrem com maus-tratos e abandono, os Centros de Controle de Zoonoses (CCZ), órgãos vinculados as Secretarias de Saúde de cada município, ficam responsáveis por resgatar e cuidar desses animais até que a adoção aconteça. O animal da foto, por exemplo, foi encontrado em São Paulo pela instituição neste ano e já foi adotado.

Cerca de 80 animais de grande porte são resgatados por ano pelo CCZ de São Paulo. São animais com histórico de abandono, fuga ou roubo que aguardam por adoção. De acordo com a Dra. Telma Tavares, médica veterinária do CCZ de São Paulo, os cavalos para adoção estão disponíveis apenas para atividades de lazer.

“Quase todos estão bem de saúde e completamente liberados para monta e passeio, mas não para trabalho”, diz Telma. “Alguns têm histórico de maus-tratos e podem ter fraturas ou outros problemas. Nesses casos, eles são doados como pets e não são indicados nem para monta.”

 O que fazer para adotar?

O processo de adoção dos animais do CCZ é criterioso. A ONG Associação Paulista de Auxílio aos Animais (APAA) fica responsável por aprovar a adoção. É necessário apresentar documentos que comprovem que existem condições de abrigar o animal e, também, é necessário passar por uma entrevista individual. Mesmo após a conclusão do processo de adoção, a ONG faz monitoramento dos animais por telefone e e-mail, além de visitas sem aviso prévio para verificar as condições do animal adotado.

O principal requisito é que o interessado na adoção tenha um sítio ou fazenda, cadastrada no sistema de Gestão de Defesa Animal e Vegetal (Gedave) da Secretaria Estadual da Agricultura. Após a aprovação da adoção, o novo dono do cavalo vai arcar com apenas duas despesas: a Guia de Trânsito Animal (GTA) que custa R$ 14,13 e os exames para trânsito, que custam R$ 68. O transporte do animal também é de responsabilidade do novo dono.
CCZ em outros estados

Para entrar em contato com o CCZ paulistano e informar sobre animais abandonados em via pública ligue para o 156. Em outras cidades existem outros centros que realizam trabalho semelhante de resgate e adoção de cavalos e outros animais. Confira alguns contatos:

CCZ São Paulo (SP) – (11) 3397-8962.

CCZ Guarulhos (SP) – (11) 2436-3666.

CCZ São José dos Campos (SP) – (12) 3931-2292

CCZ Marabá (PA) – (94) 3324-4411.

CCZ Curitiba (PR) – (41) 3314-5210.

CCZ Manaus (AM) – (92) 3625-2655

CCZ Campo Grande (MS) – (67) 3313-5000

CCZ – Florianópolis (SC) – (48) 3237-6890

CCZ – Natal (RN) – (84) 3232-8235

CCZ Niteroi (RJ) – (21) 2625-8441

CCZ Teresina (PI) – (86) 3215-9149

CCZ Fortaleza (CE) – (85) 3131-7849

CCZ João Pessoa (PB) – (83) 3218-9357

CCZ Salvador (BA) – (71) 3611-7354

Cadastre-se para receber notícias gratuitamente por e-mail: sfagro.com.br/cadastro

O que você gostaria de ler? Para pedir uma reportagem, clique aqui e envie uma mensagem para a redação da Successful Farming Brasil.

Fonte: Fagro

  • Compartilhe
  • <